quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Basquetebol - Ensino Médio (2º ano)


 Sistema Ofensivo
            Os sistemas ofensivos de ataque são: movimentações táticas coletivas, que tem como objetivo principal obtenção da cesta. Para isso o ataque deve obedecer a certos princípios que tornarão mais fácil a tarefa dos atacantes. Inicialmente é importante definir os nomes e funções das posições que o atleta pode desempenhar no ataque. Existem três posições que são distribuídas em funções das características físicas e técnicas dos atacantes: armador, ala ou lateral e pivô.
*    Armador: Como característica física este atacante normalmente é o menor e o mais rápido da equipe, tecnicamente deve passar e driblar. O tipo de arremesso mais utilizado pelo armador é o salto (jump) de longa distância em função da região em que atua na quadra o armador deve ter uma boa visão de jogo sabendo decidir o momento exato de passar a um companheiro, arremessar ou infiltrar.
*    Lateral ou Ala: Em relação a qualidade física, é um jogador de estatura média para alta e não deve ser muito lento. A característica principal para a posição é um bom arremesso de meia distância. O lateral deve ter uma boa noção de rebote, pois, normalmente participa de ambos.
*    Pivô: O pivô deve ser alto e forte por atuar numa região próxima a cesta onde normalmente a defesa e o ataque devem concentrar muita atenção. Em termos técnicos é uma posição que exige um bom trabalho de pernas fintas e giros, a utilização de arremessos de curta distância e boa noção de posicionamento de rebote (tanto ofensivo como defensivo).

Sistema de Defesa por Zona

*  Defesa por Zona 1-3-1
-  O número 1 e 5 fazem o mesmo trabalho, sempre do lado que está a bola;
-  O número 2 e 4 fazem o trabalho de "gangorra", quando o 2 marca, o 4 vai para seu limite, e vice-versa.
*  Defesa por Zona 1-2-2
-  O número 1 não pode ser o menor jogador, porque ele fica debaixo da cesta, sobe e desce na linha da bola;
-  Os números 2 e 3 marcam toda a lateral;
-  Os números 4 e 5 dividem o garrafão marcando quase sempre que individualmente, além de avisar sempre que um atacante for ultrapassar a sua área.
*  Defesa por Zona 2-1-2
- Os números 1 e 2, trabalham em conjunto, se a bola estiver com o atacante na lateral do no 1, o 2 vai até o limite no começo do garrafão, e vice-versa; se o atacante estiver no começo do garrafão (armador), ambos irão fazer a marcação;
- Os números 1 e 4, também trabalham em conjunto, se o atacante estiver mais próximo do garrafão (pivô) o 4 irá marcar e o 1 irá ajudar;
-  Números 2 e 5, idem nos 1 e 4;
-  Os números 3, 4 e 5 tem que avisar quando o atacante passar na sua área, acompanhando-o até o limite da mesma, e outro defensor irá buscar o atacante no limite de sua área; geralmente o atacante faz movimentação de triangulação.

Tipos de Marcação:
        
            Mas nem sempre há posições fixas na defesa. Tudo depende do tipo de marcação.
*    Zona - Cada jogador tem uma posição fixa com uma certa função. Não há muitos movimentos.
*    Homem à Homem - "Cada um pega o seu!"; Cada jogador marca seu respectivo adversário. Ex: Ala marca Ala, Amador marca Armador. Não há posições defensivas fixas.
*    Pressão - O mesmo que Homem à Homem mas tendo como objetivo o roubo de bola e contra-ataque. Esta marcação é feita em toda a quadra.

Atividades de Fixação

1.    Distribua, nas alternativas abaixo, as características de cada sistema:
a)      Sistema Defensivo:

b)      Sistema Ofensivo:

2.    Imagine uma situação de jogo e posicione os jogadores de acordo com suas funções ofensivas, na quadra abaixo:

1 comentários:

Maria Fatima disse...

parabéns colega pela excelente publicação!

Postar um comentário

Mensagem

Mensagem

Obrigado pela visita!!!

Obrigado pela visita!!!
Pratique esportes! Brinque muito! Divirta-se ...
 
Copyright Educação Física Escolar 2009. Powered by Blogger.Designed by Ezwpthemes .
Converted To Blogger Template by Anshul .